sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Brasil x Argentina novamente na copa do mundo de basquete

A seleção brasileira masculina de basquete enfrentará seu maior rival nas oitavas de final do Mundial: a Argentina. Eliminado pelo vizinho sul-americano nas duas últimas grandes competições do calendário, o time desta vez confia em vitória e classificação à próxima fase da Copa do Mundo.

Brasil e Argentina se enfrentaram nas quartas de final dos Jogos Olímpicos de Londres-2012 e nas oitavas do Mundial de 2010, na Turquia. A seleção verde e amarela foi derrotada nos dois jogos por cinco e quatro pontos, respectivamente, e acabou eliminada das competições.
"Chegou nossa vez de vencê-los. É um adversário tradicional e existe uma grande rivalidade na América do Sul, mas estamos em um melhor momento. Precisamos fazer valer isso em quadra. Acho que temos tudo para vencer e vamos vencer", afirmou o ala Alex Garcia.
Apesar das derrotas recentes, o Brasil pode ser apontado como favorito para o duelo do próximo domingo em Madri. Com todas suas estrelas à disposição, ficou na segunda colocação do grupo A na primeira fase, com derrota apenas para a anfitriã Espanha. A Argentina, por sua vez, desfalcada de Manu Ginóbili e Carlos Delfino, ficou em terceiro na chave B.
"Conhecemos bem o que é a Argentina. É um time mudado em relação ao de Londres, sem dois importantes jogadores, mas sempre mantendo seu padrão de jogo. É um adversário forte, com jogadores experientes e acostumados a jogar esse tipo de competição. Mas estamos em um momento muito bom, mais sólido e com objetivo de chegar ao pódio. Vamos brigar por ele até a última chance", declarou o armador Marcelinho Huertas.
Nas duas derrotas recentes para o rival sul-americano, o técnico da seleção brasileira era o argentino Rubén Magnano. Responsável por levar seu país à medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas-2004 e ao vice-campeonato mundial em 2002, ele receita calma a seus comandados.
"Vamos seguir com nossos objetivos etapa por etapa. Agora vamos tratar de vencer o jogo das oitavas. Depois vamos pensar na quartas. São planos que fizemos desde o primeiro dia de trabalho em São Paulo", declarou Magnano.

Nenhum comentário: